Dia-a-dia
um diário da performance Distentio Anime no espaço Goethe na Vila.

Dia 5 | O início da rotina

E este é o primeiro dia da rotina da semana. Primeiro dia o tempo todo produzindo tijolos e pensando o espaço aqui na Vila Itororó. 
A princípio, hoje não é um dia de visitas. Em teoria, este seria o primeiro dia em que eu estaria sozinho por aqui. Pois bem, não foi bem assim. 
Acabei tendo diversas visitas, desde um grupo do Instituto Pedras, a seguranças e também o pessoal da limpeza. E a cada visita, uma parada para oferecer um café, bater um papo, contar sobre o trabalho etc. 
O café está fazendo sucesso, inclusive. Já estou tendo visitas diárias somente para tomar o café.
E das visitas, muitas estórias. Desde o levantamento sobre as histórias dos tijolos da Vila Itororó a experiências com assombrações aqui na Vila. Estórias sobre barulhos, falhas em equipamentos eletrônicos, fotografias que não saem. 
Confesso que ouvindo tudo isso, fiquei com uma vontade de passar a noite por aqui. Pena que não é possível. 
E do trabalho em si, o dia rendeu também - muito mais do que eu imaginava que iria render. Mantive a produção de 135 tijolos por dia. No entanto, o dia começou com a reorganização do meu pequeno canteiro de obras. Praticamente desmontei tudo e remontei, além de ter reforçado com o gesso para criar um encaixe melhor para as formas.
Nisso, foi mais de uma hora de trabalho e consegui manter a mesma produção. 
Acredito que amanhã conseguirei produzir mais, mesmo parando para bater um papo e tomar um café. 

Social

 

Newsletter

Assine a newsletter e saiba mais sobre as atividades de Fernando Ribeiro.

Foto de Fernando Ribeiro

Fernando Ribeiro

Artista da performance e curador, vive e trabalha em Curitiba, Brasil. Ribeiro se destaca como um dos principais artistas da performance do Sul do país. Sua trajetória conta com mais de 17 anos dedicados a performance art, tendo participado de diversos eventos nacionais e internacionais. Também atua como curador de performance na p.ARTE e Bienal de Curitiba.