Fernando Ribeiro

Artista da performance e curador, vive e trabalha em Curitiba, Brasil. Bacharel em Artes Visuais pela Universidade Tuiuti do Paraná (2002) e especialista em Estética e Filosofia da Arte pela Universidade Federal do Paraná (2010).

Iniciou seus estudos sobre a performance art em 1999. Nesta última década, foi um dos responsáveis pela divulgação, reflexão e discussão sobre a performance art em sua cidade. Além de apresentar diversos trabalhos nesse período, também fomentou esse tipo de arte por meio de palestras e workshops.

O seu trabalho está calcado na exploração da ação, em um sentido lato. Questões relacionadas à teleologia da ação, ações simples, complexas e práticas, ao saber-agir e poder-agir são constantes. E, relacionada à ação, mas direcionando-se para além desta, a filosofia se faz cada vez mais presente na sua prática.

Fernando participou de diversos eventos, festivais e exposições, entre eles MIP – Manifestação Internacional de Performance – Belo Horizonte, 2003; O Corpo na Cidade: performance em Curitiba, 2009; Trampolim – Vitória, 2011; Performa Paço – São Paulo, 2011; Direct Action 2011, Berlim, Hannover e Londres, 2011; Urbe-Brote Urbano – Buenos Aires, 2011; Defibrillator Performance Art Gallery – Chicago, 2012; Mobius Inc – Boston, 2012; Grace Exhibition Space – Nova York, 2012; 4to Encuentro de Acción en Vivo y Diferido – Bogotá, 2012; Performance Corpo Política, Brasília, 2013; Miami Performance International Festival, Miami, 2013; Corpo Ausente – Circuito Bode Arte – Natal, 2013; Mostra Performatus #1 – São Paulo, 2014; Independência: Quem troca? – Curitiba, 2014; Linguada Mostra de Artes – Curitiba, 2014; II Mostra de Arte Performática do Sesc Paço da Liberdade, 2014; Performance no Memorial, Memorial Minas Gerais Vale – Belo Horizonte, 2014; Terra Comunal – Marina Abramovic + MAI – São Paulo, 2015; Atos em Ações 2 – Campinas 2015; Paralelo 31 – Pelotas, 2015; MIP3 – Manifestação Internacional de Performance – Belo Horizonte, 2016; Curto-circuito de Performance, Chapecó, 2016.

Para além de seu trabalho prático, também é curador e organizador da p.ARTE – Mostra de Performance Art: noite mensal de performance art em Curitiba, que ocorre desde maio de 2012. Curador de performance na Bienal de Curitiba edições de 2013, 2015 e 2017.

Social